segunda-feira, 15 de abril de 2019

Iron Annie Bauhaus 5066


Iron Annie é a nova marca da empresa alemã Pointtec, que já nos trouxe a Junkers e a Zeppelin. Em Portugal, todas estas marcas são distribuídas pela SRI.

O nome é um tributo ao lendário avião Junkers JU-52 com a matrícula D-AQUI que esteve durante décadas ao serviço da Lufthansa e que é conhecido, precisamente, pelo epíteto carinhoso de Iron Annie.

À primeira vista, parece não haver grandes diferenças entre a abordagem da Pointtec à suas criação com a chancela Junkers e os novos Iron Annie, mas como acontece frequentemente no mundo da relojoaria, o diabo está nos detalhes…

Foi aliás essa a razão pela qual aqui trouxe a coleção Bauhaus e, sobretudo, o modelo 5066, para apresentar a nova marca, uma vez que ela permite analisarmos as diferenças entre estas peças e as congéneres da Junkers.

O Iron Annie 5066 declina-se em três referências, as quais estão representadas no GIF animado deste post. O 5066-1 tem o mostrador branco e os numerais e índices em preto; o 5066-4 tem a mesma cor de mostrador mas numerais e índices dourados; e o 5066-2 tem o mostrador preto. Comum a todas as referências é o já nosso conhecido movimento Miyota (Citizen) 9132 com indicador de reserva de marcha as 12h00, sub-mostrador de 24 horas às 6h00 e data às 3h00.

Apesar das semelhanças com o Junkers Bauhaus 6060, o Iron Annie tem alguns argumentos interessantes, quer técnicos, quer estéticos, apesar de manter o preço de 479€ face ao seu “primo” alemão.

As diferenças começam na caixa, que no Iron Annie tem 41mm de diâmetro (contra 40mm no Junkers 6060) e alguma resistência à água (5ATM contra 3ATM). O mostrador, apesar de ter o mesmo layout, até porque o movimento é o mesmo, apresenta também algumas diferenças no desenho, designadamente com os numerais em todas as posições horárias que não têm complicações (12, 3 e 6 horas) ou inscrições (9h00). O fundo em vidro para observação do movimento mantém-se aqui.

Embora todas as mudanças sejam suficientes para o olho treinado do entusiasta notar as diferenças, a principal é ainda o desenho do sub-mostrador de 24 horas, o qual neste modelo se apresenta “rebaixado” no mostrador.

Outra diferença importante (e que poderá dividir opiniões…) é a substituição do vidro acrílico (hexalite) do modelo da Junkers por vidro mineral endurecido (K1) neste Iron Annie. A vantagem do hexalite é que pode ser facilmente polido para retirar riscos… com a desvantagem de que se risca com mais facilidade. O vidro K1 está logo abaixo da safira em termos de resistência aos riscos, mas quando se risca… risca.

Como já disse anteriormente, o PVP deste relógio é de 479€, o que me parece justo em face do resultado final e do upgrade do projeto face ao Junkers referido.

Sem comentários :

Enviar um comentário