terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Casio G-Shock Full Metal 5000


Entre o final dos anos 70 e meados dos anos 80 tive relógios de quartzo. Por acaso não foi nenhum Casio (foi um Seiko e um Citizen) mas podia ter sido. Estavamos numa era de entusiasmo pela nova forma de ver as horas (e, soube eu mais tarde, de desespero para a indústria relojoeira suíça...). No meu caso, foi um entusiasmo de relativa pouca duração.

Hoje, todos os meus relógios são analógicos e, na sua maioria, mecânicos. Ou seja, nem digitais nem com pilhas... :-) Mas, depois de ver este novo modelo da gama G-Shock da marca japonesa, confesso que sinto que podia facilmente abrir uma exceção.

São 500 euros de relógio, é verdade (o PVP oficial em Portugal é de 499€; o preço de referência nos EUA é de 500 dólares), mas caramba... Se este modelo não me faz tremer de nostalgia, não sei o que fará.

A referência oficial é GMWB5000D-1, mas estou certo de que todos os irão conhecer pelo nome bem mais sugestivo que a Casio lhe deu: Full Metal 5000. A inspiração para esta máquina foi o primeiro modelo da gama G-Shock, o DW5000C, lançado em 1983, mas a Casio não se limitou a fazer uma reedição: este é um relógio cheio de tecnologia do século XXI, incluindo conectividade Bluetooth, acerto automático a partir de relógios atómicos e célula de energia recarregável através da luz.

A caixa em aço, com acabamento escovado e polido, tem uns substanciais 49mm de largura e resistência à água de 20 atmosferas – não fosse este um G-Shock feito para durar.

Em Portugal, está desde já à venda na loja Mercadora 172, em Lisboa.