domingo, 21 de outubro de 2018

Casio Edifice EFV-560 series


A Casio continua a debitar belos relógios a bom ritmo em todas as suas gamas e, designadamente, na coleção Edifice, que é a minha preferida.

Hoje trago-vos quatro novas referências do cronógrafo EFV-560: 560D-1AVUEF (bracelete em aço, mostrador preto), 560D-2AVUEF (bracelete em aço, mostrador azul), 560D-7AVUEF (bracelete em aço, mostrador branco) e 560L-1AVUEF (bracelete em pele, mostrador preto).

Apesar de gostar muito de relógios com bracelete em aço, a minha variante preferida é precisamente a última, com pulseira preta em pele pespontada a branco.O desenho destes cronógrafos é bastante sóbrio, o que os torna perfeitos para usar não apenas num contexto desportivo e informal mas também como dress watches.

Todos os modelos têm caixa em aço com 44mm de diâmetro, movimento de quartzo (claro!), resistência à água de 10 atmosferas e mostrador protegido com vidro mineral.

O preço de referência em Portugal é de apenas 119€ para os modelos com bracelete em aço e de 109€ para o modelo com pulseira em pele.

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Citizen Promaster Diver BN0195-54E


E depois de um relógio de mergulho de uma "micro marca" portuguesa, um modelo igualmente de mergulho mas de uma "mega marca"... japonesa.

Este  Citizen Promaster Diver tem a referência BN0195-54E e integra um movimento de quartzo alimentado pela luz (Eco-Drive) numa bonita caixa em aço com 45 mm de diâmetro revestida a PVD negro.

A execução inclui resistência á água (com certificação ISO) até 200 metros, bisel rotativo unidirecional, mostrador de desenho simples com índices nas posições horárias, janela de data às 3h00 e vidro mineral antirreflexo.

O preço não é por aí além considerando que se trata de um relógio com movimento de quartzo, mas também não ofende: 349£ (PVP de referência no site oficial da marca). Encontrei-o à venda na Amazon Espanha por cerca de 450€ já com portes, mas provavelmente poderá ser adquirido por cá em lojas físicas por menos do que isso – se e quando cá chegar, claro.

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

Prometheus Eagle Ray

Prometheus eagle Ray
A marca portuguesa Prometheus cumpre este ano o seu 10.º aniversário – parabéns! – mas a prenda é para os fãs da marca, com um novo relógio chamado Eagle Ray.

A Prometheus continua centrada na criação de relógios de mergulho bem como apontada ao mercado internacional, o que de alguma forma justifica toda a descrição em inglês e os preços em dólares. Mas, como já aqui escrevi ao referenciar outras máquinas da marca, o que continua a não se justificar é o seu website, cujo aspeto amador contrasta com o cuidado dado à criação das peças.

E este Eagle Ray parece-me mesmo muito bem! A colocação das coroas (acerto da hora/data e rotação do bisel interior) são reminiscentes dos chamados “super compressor”, mas não é só isso que torna esta peça num excelente negócio – num mundo de micromarcas que optam sobretudo por movimentos japoneses este é um relógio que utiliza um movimento automático suíço ETA 2824-2 com data e que tem um preço de 555 dólares.

O “catch” é que este é o preço para pré-reserva (com depósito de 50% do valor total). Caso adquirido agora, a entrega será apenas realizada entre Março e Maio de 2019. Contudo, após essa data (e se ainda houver unidades disponíveis), o preço será 750 dólares. Com outra micromarca qualquer, o pagamento antecipado para garantir o relógio não seria algo que eu recomendasse, mas a Prometheus já cá anda há bastante tempo e tem uma excelente reputação não apenas referente à execução dos seus relógios mas também ao cumprimento das suas promessas.

E por falar em execução, este relógio tem uma caixa em aço de excelente proporções, com 42mm de diâmetro, resistência à água até 300 metros, vidro de safira e dois biséis – um interior bidirecional mas também um exterior, unidirecional ,de 120 passos (cliques). Vale a penas dar uma vista de olhos pelo site, uma vez que existem variantes deste modelo, ao mesmo preço, com diferentes acabamentos em termos de mostrador e também sem janela de data (mas usando o mesmo movimento), para quem prefere um aspeto mais minimalista.