domingo, 6 de outubro de 2019

Relógios do Quotidiano no Grande Prémio de Relojoaria 2019


O Grande Prémio de Relojoaria do Anuário Relógios e Canetas tem este ano a sua terceira edição e, tal como aconteceu no passado, é possível a qualquer pessoa votar para a categoria da Escolha do Público.

Há 21 relógios em competição (3 para cada uma das 7 categorias a concurso), mas a única que nos interessa é a dos "Relógios do Quotidiano", uma tradução portuguesa para o que no setor se costuma designar de daily driver: uma peça não muito cara que usamos no nosso dia-a-dia sem preocupações de maior.

Os requisitos desta categoria são apenas dois: o preço tem de estar abaixo dos 1000 euros e o movimento usado deverá ser mecânico.

A votação para a Escolha do Público pode ser feita aqui (em qualquer peça, e não necessariamente nestas três que aqui vos apresento). Estas são as três peças a concurso na categoria Relógios do Quotidiano: uma alemã, uma japonesa e uma suíça:

Iron Annie Cockpit 5156-6



Dos três selecionados para concorrer à categoria "Relógio do Quotidiano", a marca Iron Annie (com a qual os alemães da Pointtec estão a pouco-e-pouco a substituir a gama Junkers) é estreante nestas andanças.

O modelo proposto, a referência 5156-6 da família Cockpit, tem um sabor vintage, uma vez que o seu desenho segue de perto o dos relógios ditos de "navegador" usados pelos pilotos alemães na Segunda Guerra Mundial.

A principal características destes relógios consiste na escala horária usada no desenho do mostrador: os numerais mais importantes são os dos minutos/segundos, com a escala horária normal a ser relegada para uma posição concêntrica e com menos destaque.

Neste caso, temos direito a uma concessão moderna, com o relógio a incluir uma pequena janela de data no aposição das 6 horas.

A execução é muito boa e inclui vidro de safira, fundo em vidro para observação do movimento suíço ETA 2824-2 e mostrador totalmente luminescente com leitura por contraste no escuro.

A caixa tem 42mm de diâmetro e resistência à água de 5 atmosferas. O PVP é de 499€.


Seiko Pressage Jardim Japonês SSA397J1




A Seiko foi shortlisted para esta categoria pela terceira vez consecutiva - um resultado justo face ao posicionamento da marca japonesa, que possui na sua extensa gama uma enorme quantidade de relógios B3.

Este modelo da sua gama Pressage Japanese Garden é particularmente bem conseguido e possui uma particularidade interessante: vem equipado com um movimento mecânico automático com indicador de reserva de marcha e data num sub-mostrador às 6h00.

Este indicador surge implementado por intermédio de uma escala em semicírculo entre as 11h00 e as 4h00 e é complementado por um ponteiro amarelo terminado em seta.

O desenho inclui mostrador de fundo verde, caixa em aço de 42mm com vidro de safira e fundo em vidro para observação do movimento. As posições horárias são ocupadas por índices aplicados. O resultado é um relógio extremamente elegante e que dará um excelente dress watch. O PVP oficial é um pouco puxado (790€) mas o resultado é francamente bom.



TISSOT SEASTAR 1000 POWERMATIC 80





O terceiro relógio desta lista é um Tissot de mergulho. Trata-se da referência T120.407.17.041.00, uma máquina baseada no movimento Powermatic 80 do grupo Swatch, com reserva de marcha para 80 horas.

Este é um modelo com proporções muito boas, não sendo excessivamente grande para um relógio deste tipo (43mm, incluindo o bisel rotativo unidirecional). A execução é típica da marca, com vidro de safira no mostrador e fundo em vidro para observação do movimento.

O mostrador, de fundo azul escuro, tem um desenho típico dos modelos de mergulho, com índices nas posições horárias. Estes, bem como os ponteiros, têm leitura no escuro através da aplicação de material luminescente. Uma janela de data às 6h00 (mas sem ocupar a posição do índice respetivo) completa o desenho.

A caixa deste relógio é resistente à água até 300 metros, o que - juntamente com o elevado nível de execução e prestígio da marca - justificam o preço de referência de 690€ (menos 100€ na Amazon Espanha).












sexta-feira, 16 de agosto de 2019

Vostok Europe Expedition "Compact Edition" Chrono

Os seguidores deste blog sabem o quanto gosto dos Vostok Europe. E, embora os preços destes relógios produzidos na Lituânia tenham subido um pouco, continuam a ser maioritariamente modelos B3.

Já falámos da coleção Expedition North Pole anteriormente, aqui e aqui. Gosto sobretudo dos cronógrafos, muito embora sejam de quartzo, mais do que dos modelos automáticos. A razão é simples: ambos partilham a mesma caixa e o resultado final é mais harmonioso nos cronógrafos, muito por causa das suas grandes dimensões: 47,3mm de diâmetro.

Acontece que alguém na Vostok Europe deve ter percebido que os relógios com caixa XXL não são para toda a gente. E o resultado dessa perceção deu origem a novos modelos nesta mesma família mas com um formato mais compacto… ou tão compacto quanto se possa considerar uma caixa com 43mm de diâmetro!

O nome não oficial destes novos modelos (há quatro novos modelos automáticos e outros tantos cronógrafos) é "Compact Edition". E, se bem que os novos automáticos "compactos" sejam agora mais bonitos, continuo a preferir os modelos com movimento cronógrafo de quartzo, que vos trago hoje ao blog.

Ao contrário do que sucede na maioria dos casos, em que me limito a discorrer sobre relógios que conheço tanto como vocês, ou seja, apenas através de fotos e características técnicas via catálogos ou na web, tive a oportunidade de ter estes modelos no pulso, o que me permite garantir que o resultado, não sendo propriamente muito compacto, é-o suficientemente para que possam ser considerados por uma faixa bastante mais alargada de potenciais interessados… incluindo eu!

Dos quatro cronógrafos, três têm caixa em aço com acabamento polido e um deles, a referência VK64-592C558, possui caixa com revestimento a PVD negro -- de excelente efeito, diga-se de passagem. Apesar de serem relógios com resistência à água até 200 metros, equipados com coroas de rosca e um espesso (3,5mm) vidro mineral tipo K1, a Vostok Europe posiciona estas máquinas sobretudo para o mercado da "aventura outdoor", pelo que não temos aqui bisel unidirecional como noutras coleções da marca.

O que temos é um mostrador de desenho muito equilibrado, com grandes índices tratados com material luminescente nas posições horárias e uma escala secundária de minutos/segundos no interior do mostrador, graduada de 05 a 60. Os dois sub-mostradores do cronógrafo às 3h00 e 9h00 são equilibrados com a janela de data às 6h00.

Uma nota final para o movimento usado nestes cronógrafos. Trata-se do VK64 da SII (braço OEM da Seiko), também designado "mecha-quartz". Isto porque embora o movimento principal (horas/minutos) seja uma típica máquina de quartzo, a parte do cronógrafo é bastante mais interessante. Não só o movimento dos ponteiros é suave, como num movimento automático, como ã função de reset funciona como num cronográfico mecânico, com os ponteiros a "saltarem" instantaneamente para as suas posições de partida.

O preço pedido pelo distribuidor da Vostok Europe em Portugal, a SRI, é de 259€ para os modelos com a caixa em aço e de 289€ para o que tem revestimento em PVD. O PVP dos modelos automáticos, equipados com o movimento NH35A, é de 249€.

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Orient Ray II FAA02003B9


O Orient Mako é um dos relógios de mergulho mais populares do mundo – e com aquela que é, provavelmente, a melhor relação qualidade/preço do mercado – e esta marca japonesa do grupo Seiko acaba de renovar esta gama.

Em rigor, o modelo que vos trago hoje não é o Mako, mas o Ray, na sua versão "II". A diferença está em que o mostrador do primeiro tem numerais nas quatro posições horárias, enquanto o último possui apenas índices.

No entanto, as diferenças começam e acabam basicamente aí e em tudo o resto, os relógios são iguais: caixa em aço de 41,5mm de diâmetro, resistência à água até 200 metros e movimento mecânico automático com dia e data às 3h00.

O movimento é novo (Calibre F6922) e, dizem os entendidos, é bem melhor que o anterior, tanto em funcionalidade (paragem de segundos, corda manual e mudança "rápida" do dia e data através da coroa) como em precisão. E, com este novo movimento, desaparece a necessidade para aquela que era uma das imagens de marca destes relógios, nomeadamente o poussoir às 2h00 para mudança da data.

Outras melhorias face ao modelo anterior inclui também um novo bizel, que oferece agora um funcionamento mais suave e preciso, com 120 cliques.

Este modelo em particular (referência FAA02003B9) tem um acabamento muito bonito, em cinza escuro, cor que vemos no mostrador mas também na bracelete de aço. Existem no entanto outras variantes, com diferentes conjugações de cores, mas sempre com bracelete em aço.

O preço de referência (loja Orient dos EUA) é de 440 dólares mas, como é hábito nestes modelos, é possível encontrá-los por muito menos online, como por exemplo na Amazon Espanha, onde está por pouco mais de 260€ + portes – uma verdadeira pechincha.