quinta-feira, 31 de março de 2016

Seiko SNDC85P1


Bom, bonito e barato? O cronógrafo de quartzo Seiko SNDC85P1 cumpre todos os critérios. Este relógio pertence a uma das gama mais acessíveis da marca japonesa, mas nem por isso deixa de oferecer uma excelente relação preço/qualidade.

O mostrador tem um desenho extremamente desportivo e "limpo", com destaques a amarelo, índices nas posições horárias e uma sub-escala de 0~60 minutos/segundos. Encontramos os sub-mostradores do cronógrafo e pequenos segundos nas posições mais habituais, às 12h00, 6h00 e 9h00, com a posição das 3h00 a ser ocupada por uma discreta janela de data.

Não consegui encontrar as medidas exactas da caixa. Aparentemente, o diâmetro é de 40mm, mas existem referências a 42 e 43mm em alguns websites, muito embora me pareça tratar-se de medidas que incluem a coroa – o que significará efetivamente um diâmetro "líquido" de 40mm.

A resistência à água da caixa é de 100 metros e o mostrador é protegido por vidro mineral endurecido ("Hardlex"). A bracelete, em aço, complementa o conjunto de forma harmoniosa.

Mas o melhor é o preço: este modelo custa cerca de 170 euros na Amazon Espanha, uma verdadeira pechincha.

segunda-feira, 28 de março de 2016

Obris Morgan Aegis


A Obris Morgan é uma jovem empresa baseada em Hong Kong, especializada  em relógios de mergulho, que utiliza exclusivamente movimentos automáticos Citizen/Miyota e que descobri no fórum DezDez.

Uma das coisas que me agrada nestes relógios é a sua purposefulness, isto é, são relógios em que a estética segue a função, sem que por isso deixem de ser equilibrados e bonitos.

Veja-se o caso deste Aegis (palavra que designa o escudo de Zeus), o qual está disponível num total de 15 variantes: 5 com caixa em aço e acabamento escovado; 5 com acabamento mate ("sand blasted"); e 5 com acabamento em PVD preto.

O Aegis é um relógio de mergulho resistente à água até 200 metros, equipado com válvula de hélio (coisa rara em relógios com resistência inferior a 300 metros) e baseado num movimento high beat (4Hz) Miyota 9015. Este movimento apresenta normalmente a data às 3h00, mas a Obris Morgan rodou ligeiramente o movimento de forma a que a coroa (de rosca, com triplo selo) e a janela de data passassem para as 4H00.

A dimensão da caixa é de 42mm de diâmetro e a marca dotou este modelo de acabamentos de alto nível, entre eles uma soberba bracelete de 5 segmentos de largura e mostrador com vidro de safira de 2,4 mm de espessura.

O bisel, de rotação unidirecional, tem uma espessura correta – nem muito largo, nem muito estreito face à dimensão total da caixa – tem uma suave operação de 120 "clics"; a visibilidade no escuro é garantida pela aplicação de Superluminova nos índices e ponteiros.

O relógio está esgotado mas pode ser pré-encomendado a partir de Abril. O preço, que me parece muito bom, é de 279 dólares (€250), já com portes para qualquer lado do mundo.  Contudo, há que contar com custos de desalfandegamento e IVA.


sexta-feira, 25 de março de 2016

Junkers Eisvogel F13


No mundo da relojoaria é fácil encontrarmos relógios que se parecem todos uns com os outros, muito embora os fabricantes se esforcem por encontrar maneiras de se distinguirem da concorrência: pode ser pela forma, desenho do mostrador, cores, materiais usados ou uma conjugação de tudo isso.

Muitas destas semelhanças são ditadas pelos movimentos usados, os quais permitem apenas um número limitado de diferentes interpretações: não é por acaso que muito cronógrafos baseados no ETA 7750, a.k.a. "Valjoux 7750", tendem a parecer-se uns com os outros... Mas há exemplos ao contrário, como nas diferentes implementações que tenho encontrado no ainda pouco frequente movimento Seiko NE88 (vejam-se resultados bastantes diversos aqui, aqui e aqui).

A Junkers, uma das marcas da empresa alemã Pointtec, ensaia uma abordagem de diferenciação interessante com alguns dos modelos da sua nova coleção Eisvogel F13, nomeadamente nos modelos com movimento de quartzo suíço Ronda 6004.D.

Este movimento oferece complicação de data às 3h00 mostrador de pequenos segundos às 6h00. Contudo, de forma a criar peças diferenciadoras, a Junkers decidiu descentrar o movimento, o que se torna evidente ao vermos com a posição tradicional da coroa, às 3h00, passou para as 4h00, fazendo com que o sub-mostrador de pequenos segundos "subisse" das 6h00 para as 7 horas.

A posição da janela de data já é menos rígida (dependendo da forma como os numerais estão inscritos no disco da data, a janela respetiva pode ficar em praticamente qualquer posição) e, para criar um equilíbrio maior, foi colocada às 2h00.

O resultado, nos relógios desta série com as referências 6730-x, é particularmente interessante, uma vez que se criou um mostrador original num modelo que mantém todos os atributos de um clássico dress watch - uma intemporalidade tanto mais importante quanto o distribuidor em Portugal continua a vender estes relógios com garantia vitalícia.

O preço de referência em Portugal para qualquer uma das variantes da referência 6730 é de €259.




quarta-feira, 23 de março de 2016

Seiko SNZG13J1

No mundo dos Seiko 5, com tantas variantes disponíveis (muitas mais do que as que se encontram neste site), o difícil é escolher. O modelo que vos trago hoje, com a referência SNZG13J1 é particularmente bonito, com o seu mostrador bem dimensionado (42mm) e bracelete em aço.

Trata-se de uma interpretação do conceito de relógio militar, com uma bem visível escala horária com numerais arábicos e uma escala concêntrica de "hora militar" e a tradicional janela de dia e data às 3 horas que encontramos em praticamente todos os Seiko 5.

A estanquidade é de 100 metros e execução inclui fundo em vidro para observação do movimento automático, um Seiko 7S36.

O resultado é um relógio que pode ser usado em praticamente qualquer situação, desde o dia-a-dia às aventuras de fim-de-semana e até ocasiões mais formais. O preço é inferior a €200 - encontrei-o na Amazon UK por £149,50.

segunda-feira, 21 de março de 2016

Citizen AW0050-15A

E depois de vários posts seguidos com relógios "complicados", eis uma proposta singela: o Citizen AW0050-15A. Parte da coleção Urban da marca japonesa, este relógio com movimento de quartzo Eco Drive dispensa pilha e tem autonomia para 8 meses.

O mostrador creme conjuga-se bem com a bracelete castanha em pele e apresenta três escalas, todas com numerais arábicos: principal de 1~12, secundária de 24 horas e de 60 minutos/segundos, todas elas alinhadas com os ponteiros das horas, minutos e segundos.

A janela de dia/data às 3h00 mantém intacta a leitura da hora e não elimina o numeral respetivo.

Além deste modelo existem mais duas variantes, ambas com bracelete em aço: AW0050-58A com mostrador branco e AW0050-58E com mostrador preto.

Os preços de referência são de €139 para este modelo com bracelete em pele e de €149 para os de bracelete em aço. Contudo, encontrei os modelos com bracelete na Amazon mais baratos: €135,55 para o AW0050-58A em Espanha e €139 para o AW0050-58E na Alemanha.


sexta-feira, 18 de março de 2016

Gavox Avidiver


A Gavox é uma jovem empresa cujos modelos têm sempre algo de invulgar, sendo ideais para procura um relógio diferente. E o novo Avidiver não é exceção.

Tal como aconteceu originalmente quando falei pela primeira vez desta marca, também o Avidiver me foi indicado por um leitor deste blog. O conceito é intrigante: trata-se de um relógio que, pela sua estética mas também pela suas funcionalidade, pretende posicionar-se quer como um relógio de aviação ("Avi...") como de mergulho ("...diver").

A ideia é simples, mas original: em vez de um bisel rotativo interior, a Gavox dotou o Avidiver de um marcador triangular laranja que é controlado por uma segunda coroa, às 2h00. O marcador pode assim ser usado quer para controlo do tempo de mergulho - como seria o caso de um bisel rotativo num relógio de mergulho convencional - como para referência de um segundo fuso horário através de uma escala secundária de 60 minutos/segundos.

A estética é igualmente muito concebida/conseguida, com caixa de 43mm de diâmetro e um mostrador de dupla camada no qual os numerais e índices principais surgem recortados, o que também facilitou a aplicação generosa de Superluminova para legibilidade no escuro.

A caixa oferece resistência à água até 200 metros, coroas de rosca e fundo roscado com vidro para observação do movimento - um moderno Miyota 9015 que "bate" a um ritmo de 28.800 a/h (4 Hz). O acabamento inclui vidro de safira com tratamento anti-reflexo.

Existem seis variantes, com diferentes acabamentos da caixa (com e sem PVD) e cores de mostrador de bracelete (estas, sempre em borracha de silicone). É possível adquirir o relógio online com preços a partir dos €550.


quarta-feira, 16 de março de 2016

Seiko Sportura SPC137P1


O cronógrafo Seiko Sportura SPC137P1 pode não oferecer a nobreza de um movimento mecânico, mas possui atributos que lhe permitem distinguir-se entre o imenso mar de relógios (aparentemente) semelhantes.

O primeiro é o seu tamanho físico: a caixa, de excelentes proporções, possui 44,5mm de diâmetro, o que coloca este relógio claramente entre os modelos de maiores dimensões, que é o mesmo que dizer que poderá não ficar bem em pulsos mais finos.

O segundo atributo que o distingue prende-se com o conjunto de complicações oferecidas, mantendo uma estética que não é demasiado busy, como acontece tão frequentemente nas gamas da Seiko e da Citizen: às funcionalidades típicas de um cronógrafo de quartzo junta-se "big data" com janela dupla às 12h00 bem como um ponteiro às 3 para leitura de 24 horas.

A execução e acabamentos são de elevado nível, com a caixa em aço a oferecer resistência à água até 100m, coroa de rosca e fundo roscado, bem como mostrador com vidro de safira. O conjunto é completado com um bisel que integra uma escala taquimétrica.

Existem 4 variantes deste modelo. O SPC137P1 da foto, com bracelete em aço e mostrador preto; o SPC135P1, igual mas com mostrador azul; o mais desportivo SPC139P1, com bracelete em pele; e uma variante desse mas com caixa em PVD negro, com a referência SPC141P1.

Os preços alinham-se bem com a qualidade oferecida, muita embora não possamos perder de vista o facto de que estamos sempre a falar de movimentos de quartzo: Na Amazon UK o SPC137P1 custa £320; na Amazon DE, o SPC135P1 fica por €388; encontrei o SPC139P1 na Amazon ES por €375; e o SPC141P1 na mesma loja por apenas €308. *

_____________________________
* Porquê diferentes lojas Amazon para diferentes referências? Porque nem sempre quem está a vender envia para Portugal e eu tento sempre identificar quem o faz, ao melhor preço, sempre começando por Espanha, que é onde os portes são mais baratos.



segunda-feira, 14 de março de 2016

Sturmanskie Open Space Special Edition S 310579-1845988




Cerca de 800 euros pode ser um relógio Bom , Bonito e Barato? Pode. E é esse o caso deste novo modelo da Sturmanskie, marca que ao longo dos anos se especializou em criar relógios para as forças armadas soviéticas e é hoje parte do grupo Volmax, que detém igualmente a Aviator e a Buran.


Em 1959, a marca iniciou a produção de um novo modelo que seria usado pela primeira vez no espaço aberto (“Open Space”) pelo cosmonauta Alexei Leonov. A Sturmanskie prepara agora para apresentação na Basel World 2016 o relançamento da coleção Open Space com duas edições limitadas: o cronógrafo Open Space com o movimento NE88 e este Open Space Special Edition S 310579-1845988.

O caráter B3 deste relógio advém do facto de ter sido criado numa edição limitada a 300 unidades, que utilizam os 300 últimos movimentos jamais produzidos do já de si raro calibre mecânico russo de carga manual Poljot 310579.

Este movimento pode ser observado através do fundo da caixa em vidro e inclui um calendário lunar às 6h00, mostrador de pequenos segundos às 9h00 e data às 3h00.

A execução é muito bonita e cuidada, com uma caixa em aço de 42mm e mostrador com vidro de safira. O relógio encontra-se disponível em Portugal para pré-encomenda, com entrega no final de Março de 2016, através da rede de lojas do seu distribuidor local, a SRI. O preço é de €799 – não é barato, mas dado que esta é uma série limitada com os últimos movimentos disponíveis deste tipo, trata-se de uma peça de coleção cuja valorização é praticamente garantida.

sexta-feira, 11 de março de 2016

Burei BM-7001-56EO


A Burei é uma marca chinesa das que eu gosto: não tenta parecer o que não é e assume a sua origem sem preconceitos.

O resultado são relógios muito bonitos, utilizando movimentos maioritariamente japoneses, e com materiais que normalmente não encontramos nesta gama de (baixos) preços.

A referência BM-7001 (variante 56EO) que hoje vos trago é um belíssimo cronógrafo com dia e data baseado num dos meus movimentos de quartzo favoritos, o Miyota 0S00.

As proporções são muito boas, com caixa em aço (de 42mm) revestida a PVD negro e bracelete no mesmo material. Os índices e ponteiros laranja contrastam sobre o fundo negro com excelente resultado. A resistência à água é de 50m.

Entre os materiais usados, o fabricante garante ter utilizado vidro de safira para o mostrador o que, a ser verdade, é a primeira vez que encontro num relógio com um preço... abaixo dos €100! Além disso, também de acordo com a marca, ponteiros e índices têm tratamento com material luminescente para visibilidade no escuro.

O link da loja online a partir do website da marca remete diretamente para a Amazon, que parece ser a única forma de adquirir um relógio da marca. O preço desta variante em particular na Amazon UK é de apenas £62 o que significa que chega a Portugal, já com portes e câmbio em euros, por menos de €100.

Existem outras variantes do mesmo modelo, com bracelete em pele e mostrador em branco, que são um pouco mais caras, o que deixa entender que o preço deste modelo com caixa em PVD e bracelete em aço (normalmente fatores que encarecem o preço) é na verdade uma promoção temporária.

A confirmar-se que a qualidade é o que as fotos deixam transparecer, este relógio é a maior pechincha que já encontrei até hoje!

quarta-feira, 9 de março de 2016

Invicta Aviator 19677

A Invicta, de que já aqui falámos anteriormente, é daquelas marcas que possui inúmeras coleções com centenas de modelos e variantes. E se a maioria não é particularmente entusiasmante, é difícil não encontrarmos por lá algo que nos agrade, qualquer que seja o nosso gosto pessoal.

Este modelo que vos trago hoje pertence à coleção Aviator e possui a referência 19677. Existem três outras variantes, com diferentes cores de mostrador e conjugações de cores de destaque.

A marca utiliza sobretudo movimentos de quartzo japoneses e suíços e, neste caso encontramos dentro da caixa em aço um movimento Time Module (Seiko) VD77 com dois sub-mostradores: 24 horas às 12h e pequenos segundos às 6h, o que lhe empresta um ar de cronógrafo e lhe dá um carácter desportivo.

A caixa, com resistência à água até 100 metros, tem 49mm de diâmetro; o desenho do mostrador optou por índices em vez de numerais nas posições horárias e a uma escala secundária de 60 minutos/segundos. O bisel, fixo, mostra os pontos cardeais.

O resultado final é relativamente interessante e certamente adequado a um daily beater pronto para qualquer ocasião.

O preço varia imenso nas lojas online. Encontrei-o na Amazon UK por menos de £140, o que se traduz em menos de €200, já com portes incluídos.

segunda-feira, 7 de março de 2016

Christopher Ward C7 Rapide Chronograph MK II - v390


A britânica Christopher Ward está a afastar-se cada vez mais do conceito de marca com relógios muito acessíveis, para subir de gama e oferecer relógios bem mais caros. Uma visa de olhos pelo seu website (único canal de venda destes relógios) permite descobrir peças de mais de 2.000 libras, o que é tudo menos B3...

Felizmente, ainda restam algumas gamas e muitos modelos que se enquadram no espirito original da Christopher Word, de oferecer luxo a preços acessíveis, como é o caso deste novo e belíssimo cronógrafo "Swiss Made" da gama C7 Rapide, com a referência C7SWK-390-MK2 .

Com um preço muito competitivo de £299, este cronógrafo de quartzo usa um movimento Ronda 3540.D com data às 3H00. A caixa, em aço, tem um diâmetro de 42mm e o mostrador branco – protegido por vidro de safira – oferece uma escala principal com numerais aplicados de minutos/segundos nas posições horárias; um bisel com escala taquimétrica completa o conjunto, muito equilibrado.

Outros pormenores que me agradam incluem a coroa (de rosca) e poussoirs com padrão cruzado antiderrapante bem como a bracelete em pele contrastante com a cor do relógio, a qual contribui para o preço inferior a 300 libras – variantes com bracelete em aço custam £350.


sexta-feira, 4 de março de 2016

Briston Clubmaster Classic Steel Chronograph


A Briston é uma marca relativamente jovem que descobri através de um post no fórum DezDez. O modelo que vos trago hoje é um cronógrafo de quartzo com a designação Clubmaster Classic Steel Chronograph.

Se a estética lembra os relógios ingleses dos anos 60 é porque a ideia é mesmo essa. A marca foi fundada muito recentemente, em 2012, por Brice Jaunet, um francês com longa experiência de trabalho na indústria relojoeira. É o próprio que assume a Briston como "uma marca francesa que nasceu a partir de um espírito muito British".

O lema da marca é "Sporty Chic" e podemos dizer que é exatamente isso que nos sugere este modelo da gama Clubmaster. Além disso, desde o início que a ideia passa produzir relógios acessíveis, o que é certamente o caso desta máquina.

O movimento usado é um Miyota OS21, que oferece este layout elegante com dois sub-mostradores às 9h00 e 3h00 equilibrados pela janela de data às 6h00.A caixa usada tem 40mm de diâmetro e 11,7mm de espessura. A resistência à água é de 10 atmosferas (100 metros) e o vidro do mostrador é mineral.

Descontando o facto de o resultado final ser esteticamente muito bem conseguido e equilibrado, o nível de execução não parece ser nada de especial. Contudo, o preço pedido, de €300, é suficientemente baixo para esquecermos qualquer arrojo do lado dos acabamentos e materiais usados.

A bracelete em pele preta incluída pode ser substituída por outras de diferentes cores (€55) ou de nylon tipo NATO (€25).

quarta-feira, 2 de março de 2016

Davis 1950MB Retro Classic



A Davis é uma jovem marca francesa fundada em Cannes em 1987. O website da marca inclui peças muito interessantes, com uma boa relação preço/qualidade aparente. O relógio que vos trago hoje representa bem esse rácio; trata-se do modelo 1950MB da coleção Retro Classic da marca e que usa o interessante – mas ainda pouco frequente – movimento cronógrafo Miyota 0S00 com dia e data às 3h00.

Este modelo é particularmente elegante e bem desenhado. A caixa, em aço polido, tem 44mm de diâmetro e o mostrador, numa bonita cor champanhe, exibe índices nas posições horárias com uma sub-escala de 60 minutos/segundos.

A bracelete em malha milanesa conjuga-se da melhor forma com a cor do aço da caixa, muito embora exista uma variante do mesmo modelo com bracelete em pele castanha também muito bonita.

O preço de referência indicado pela marca no seu website é de 229 euros (209 com bracelete em pele), mas encontrámo-lo na Amazon UK por menos de 200 (£159), o que é uma pechincha ainda maior.