quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Lorus Sports RT351CX9

Lorus RT351CX9 .jpg
Dizia-me há tempos um amigo, bem mais conhecedor do que eu destas coisas dos relógios, que “um cronógrafo é como uma carrinha – é sempre mais bonita do que o automóvel que lhe serve de base”. É uma metáfora gira e, embora nem sempre verdadeira no que diz respeito aos automóveis, é efetivamente quase sempre assim com os relógios.

A verdade é que sempre que faço aqui uma referência a um cronógrafo, as visualizações disparam face a relógios convencionais de três ponteiros. Um cronógrafo é sempre um relógio com o seu quê de especial; e, nos tempos que correm, nem sequer tem de ser muito mais caro.

É esse o caso deste modelo da coleção Sports da Lorus (a marca amais acessível do grupo Seiko), com a referência RT351CX9. Baseado numa caixa em aço de 44mm de diâmetro e resistência à água até 100 metros, este cronógrafo com movimento de quartzo possui mostrador tem um desenho muito equilibrado, com sub-mostradores às 3h00, 6h00 e 9h00, data às 4h30 e numerais árabes nas posições horárias pares.

O esquema monocromático do desenho (preto e branco/prateado) é apenas quebrado pelo vermelho dos ponteiros de segundos. A pulseira também em aço é integrada na caixa e o conjunto inclui ainda uma escala taquimétrica no bisel da caixa.

A cereja no topo do bolo? Está disponível por apenas 85€, via Amazon Espanha.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Citizen HTM AW0038-53E


AW0038-53E_zoom_1426772372
O formato de caixa entre os 42 e os 44mm está a tornar-se cada vez mais na referência dos relógios masculinos – um valor que até há poucos anos estava no extremo do que poderíamos encontrar, tornou-se hoje mainstream.
É certamente o caso deste simpático (e acessível) Citizen, com a referência AW0038-53E e que pertence à coleção HTM da marca japonesa, que utiliza um movimento de quartzo EcoDrive sem pilha (alimentado pela luz).
Esta é uma de três variantes do mesmo modelo, sendo a mais jovem e desportiva do grupo, com a sua caixa em aço com revestimento PVD negro e detalhes em laranja. A Citizen optou por um mostrador de aviação tipo B em que as marcações horárias são feitas através de índices mas os únicos numerais visíveis são da escala de minutos/segundos, o que é acentuado pelo destaque dado aos números  60 e 30 nas posições das 12h00 e 6h00, respetivamente.
A caixa tem 43mm de diâmetro e resistência à água até 100 metros – uma clara marcação taco-a-taco à Seiko e à sua gama Seiko 5 Sports, a que nem falta uma janela de dia/data às 3h00 para completar o conjunto. Claro que os Seiko 5 são relógios mecânicos automáticos e este utiliza um movimento, mas não podemos negar a fonte de inspiração!
Deixei o melhor para o fim. O preço. Uma busca pela Internet permite-nos identificar valores médios em torno dos 160 euros, o que me parece um valor bastante competitivo.

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Christopher Ward C3 Malvern Chronograph MkII

c3swt-mk2_2

Os leitores deste blog sabem o quanto eu gosto da Christopher Ward, provavelmente uma das marca mais referenciadas por aqui. Infelizmente, a (merecida) fama que ganhou teve como efeito um ligeiro subir dos preços, ajudado ainda mais pelo câmbio da Libra face ao Euro, que torna os modelos da marca inglesa um pouco menos competitivos do que seria desejável.

No entanto, ainda encontramos pelo website da marca – única forma de adquirir um CW – muitos modelos Bons, Bonitos e Baratos. É certamente o caso deste cronógrafo da gama C3 Malvern. Existe, à data em que escreve estas linhas, um total de 17 (!) variantes nesta gama das quais este, com a referência C3SWT-MK2, é uma das que mais me agrada.

Estes cronógrafos com caixa em aço de 39mm (o que se pode considerar já quase como “pequeno”…) ficam igualmente à vontade como dress watches tal é a sua elegância e desenho clássico intemporal.

O movimento usado é, como em todos os modelos da marca, suíço. Neste caso trata-se de um Ronda 5040.D de quartzo, com data às 4h00.

A execução é muito cuidada, como é habitual na CW, incluindo mostrador protegido com vidro de safira, fundo roscado e coroa de rosca (muito embora a resistência à água indicada não ultrapasse 5 ATM/50 metros).  Gosto sobretudo dos poussoirs retangulares… Infelizmente, a bracelete em pele castanha tem uma fivela convencional e não os belos fechos tipo borboleta presentes noutros modelos da marca.

O preço são umas razoáveis 250 libras + portes de envio.

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Casio Edifice EFR-503D-1A1VEF


Muitos dos Casio de que tenho aqui falado são da gama Edifice e não é difícil perceber porquê: trata-se de peças na sua maioria muito bonitas e sempre com uma excelente relação preço/qualidade. Que é como quem diz, Boas, Bonitas e Baratas! :-)

O cronógrafo com a referência EFR-503D-1A1VEF é um destes exemplos. Este modelo em particular já não se encontra no website da Casio e mesmo uma pesquisa online revela apenas algumas unidades em lojas online, nomeadamente na Amazon – o que significa que é um modelo descontinuado.

Contudo, acho que esta é uma peça belíssima e que neste momento nem sequer encontra paralelo na gama atual da marca japonesa, pelo que se conseguir um exemplar, é uma oportunidade única.

Há aqui muito que me agrada, a começar pelo fim: o preço da ordem dos €140. Depois, temos uma peça com uma caixa em aço de 47mm de diâmetro, muito bem desenhada, com dia e data às 3H00 e escala taquimétrica que lembra – salvaguardadas as devidas distâncias – um Omega Speedmaster. Além disso, oferece resistência à água até 100 metros.

Tudo resto, está on point, desde o equilíbrio dado pela dimensão e posicionamento dos sub-mostradores até à conjugação de índices nas posições horárias ímpares com numerais árabes nas posições pares.

A bracelete em aço integrada no desenho da caixa é a cereja no topo do bolo.

Como já disse atrás, não foi fácil encontrar este relógio, mas lá tropecei nele na Amazon. Na loja UK custa £149mas encontrei ainda mais barato na Amazon.de, por menos de €140!

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Seiko Kinetic SKA691P1

product_SKA691P1

Tenho uma relação amor-ódio com os Seiko Kinetic. Tenho um – ainda funcional – que adquiri pouco depois do seu lançamento, em 1998, mas cujo sistema já foi mudado duas vezes… Há abundante literatura na Internet sobre os problemas dos Kinetic de primeira geração mas é também normalmente aceite que a tecnologia evoluiu muito entretanto, para se posicionar hoje como uma alternativa interessante (já por várias vezes falei disto, como por exemplo aqui).

O meu principal problema com os Kinetic é que a Seiko pede demasiado dinheiro por aquilo que é basicamente um movimento de quartzo – muito embora com um rotor (como nos movimento automáticos) que cria a energia necessária para que não seja necessário mudar a pilha.

Ignorando por um momento esta minha embirração, trago-vos hoje um modelo interessante baseado num destes movimentos, um relógio com a referência SKA691P1 e que tem um preço da ordem dos €270 (valor de referência na Amazon Espanha).

Com uma caixa de 44,6mm e mostrador com numerais árabes de grande visibilidade, este é um relógio que dá um excelente daily beater e que eu não teria problemas em imaginar no meu pulso. Gosto particularmente do contraste da caixa em PVD preto e da bracelete em pele castanha. O resultado é conjunto de aspeto decididamente “militar” mas que me agrada bastante.

O mostrador tem vidro mineral endurecido (algo a que a Seiko chama “hardlex”) e a caixa é resistente à água até 100 metros.