quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Stührling Aviator 699

699.03_1400[1]

Tento pensar que não sou um snob dos relógios – afinal, este é um blog sobretudo sobre modelos baratos! Contudo, como também já escrevi anteriormente, mesmo o que é barato para mim pode ser caro para outros (e desprezível para quem anda mais “lá em cima” na gama de preços). Mas há coisas que evito. Uma delas é falar de “réplicas” – um nome fino para “contrafações” –  que considero não serem dignas do pulso de ninguém.

Pior: porquê um Rolex falso no pulso (ou um Breitling, ou um IWC) quando há marcas legítimas que oferecem excelente relação preço/qualidade? Dito de outra forma, porquê comprar gato por lebre, se há lebres no mercado que são boas, bonitas e baratas… e muito melhores que os gatos?

A Stührling não produz falsificações, mas é uma marca que me deixa algo desconfortável porque não é 100% clara nas suas intenções e produz relógios com preços “impossíveis” – ao mesmo tempo que, quando assume taxativamente usar movimentos como o ETA 7750, não consegue preços melhores do que marcas como a Junkers ou a Steinhart, bem pelo contrário.

Contudo, a verdade é que a marca consegue criar peças originais por muito pouco dinheiro. E, pessoalmente, ver-me-ia mais facilmente usar um destes relógios baratos do que uma réplica a “armar ao pingarelho”. Uma dessas peças originais é este Aviator 699, disponível num total de três variantes. Trata-se de um relógio de estilo militar que utiliza um movimento de quartzo japonês produzido pela Seiko/Epson, com a referência VX43E11C. É um movimento que oferece dia e data mas cuja maior originalidade é a exibição do dia da semana através de uma escala vertical permanente: o dia é assinalado com um ponto vermelho junto à designação do dia (abreviado a partir do Inglês com os dois primeiros caracteres).

A execução da Stührling é o que me parece mais conseguido, com uma muito feliz opção pelo estilo militar e dupla escala para horas e minutos/segundos. Note-se o pormenor de os ponteiros de horas e minutos serem esqueletonizados (abertos) de forma a não interferir com a leitura do dia.

A caixa em aço tem 44mm de diâmetro e a marca anuncia uma muito razoável resistência à água de 10 atmosferas. Índices, numerais e ponteiros têm tratamento com material luminescente para visibilidade no escuro. A bracelete é em pele, com 22mm de largura.

O preço para toda esta originalidade? À data que escrevo, era possível encontrar qualquer uma das três variantes na Amazon.com com o mesmo preço: 55 dólares – ou seja, menos do que €50! – mesmo para esta variante, com caixa em PVD preto, acabamento que normalmente acarreta um custo superior. Mesmo que não seja um relógio para durar muito, é um preço que deixa pouca margem para hesitações.

Sem comentários :

Enviar um comentário