sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Anuário dos Relógios e Canetas 2014

CAPA ANUÁRIO 2014

Publicação incontornável para todos os amantes da relojoaria, a edição 2014 do Anuário dos Relógios e Canetas foi apresentada no passado dia 13 de Dezembro em Lisboa, na Boutique Montblanc.

O evento foi pretexto para um balanço dos últimos 12 meses do projeto e também do mercado feita pelo seu diretor, o jornalista Fernando Correia de Oliveira, que aproveitou para anunciar que a aposta feita este ano na edição online do anuário foi totalmente ganha, tendo o ponto de equilíbrio do projeto sido atingido até antes do previsto.

Fernando Correia de Oliveira levantou também um pouco da ponta do véu referente a novos projetos para 2014, tendo ficado no ar a ideia de que estará para breve uma nova revista sobre relógios… mas não só.

A reportagem completa do lançamento da edição 2014 do Anuário dos Relógios e Canetas pode ser acompanhada através do blog Estação Chronographica.

IWC Pilot's Watch Double Chronograph

tumblr_inline_muqchvPHwp1r1zd2z[1]
Há pouco tempo, um dos leitores deste site deixou um comentário no artigo sobre o Steinhart Nav B Chrono II que me deixou a pensar. Dizia ele que o relógio era bonito mas que parecia uma cópia dos IWC Pilot. Não concordo, mas admito que todos os cronógrafos tipo “piloto” são na verdade muito semelhantes – embora sinta que a estética da Steinhart consegue ser minimamente original.
No entanto, a comentário levou-me até à página web da IWC onde andei a explorar os relógios tipo piloto da marca. Depois de confirmar que não havia nada de igual (nem parecido) com o referido Steinhart, acabei por me ficar a babar perante este modelo: o Pilot's Watch Double Chronograph.
O que mais me agradou foi a funcionalidade que vai um pouco além do que é normal encontrar nos cronógrafos baseados no movimento Valjoux 7750, nomeadamente a presença de um botão adicional às 10h00 para controlo dos segundos intermédios (split seconds). Este botão pode ser usado para parar o ponteiro dos segundos intermédios a qualquer momento; pressioná-lo de novo sincroniza-o com o ponteiro dos segundos do cronógrafo, o que é ideal para temporizar voltas ou tempos intermédios.
Mas voltando à comparação com o Steinhart (podíamos também compará-lo com um Christopher Ward ou até um Junkers, por exemplo), o problema deste IWC é… o preço. O valor de referência ronda os 10.000 dólares, embora possa ser encontrado online por um pouco menos – mas não muito menos.
Para quem tenha 10.000 dólares para dar por um relógio (e o queira fazer), podemos sempre dizer que “um IWC é IWC”. Mas quando pensamos que esta é uma quantia que nos permite comprar dez (ou mais) cronógrafos mecânicos de outras marcas baseados no testado e provado movimento ETA Valjoux 7750, este modelo em particular é realmente uma pílula bonita… mas difícil de engolir.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Tissot Couturier Automatic Gent Small Second

image720png_T035_428_16_031_00_png

A gama Tissot continua todos os anos a alargar-se, mas sem nunca perder a sua identidade – ao contrário do que acontece por vezes com algumas marcas que disparam em todas as direções.

Uma das última adições à sub-gama Couturier é este modelo, com a referência T035.428.16.031.00. Trata-se de um relógio tipo dress watch automático baseado num movimento ETA 2825-2. A marca tem já usado este mecanismo em relógios convencionais com mostrador de “pequenos segundos” (é o caso do modelo Le Locle Petit Seconde), mas aqui leva o conceito mais além, descentrando também o mecanismo principal para a posição da 1H00 e movendo a janela de data para as 9H00, dando a ideia de que o relógio é na verdade maior do que os seus convencionais 39mm de diâmetro deixam antever.

Uma bracelete em pele castanha e mostrador com vidro de safira completam o conjunto que a Tissot vende em Portugal com um preço de referência de €699. Existe também uma variação com o mostrador e bracelete em preto e caixa dourada.

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Wekiss day-date 44mm quartz chronograph

$T2eC16NHJIYFHNqWrg1oBSGsvnmDUQ~~60_57

Para de alguma forma equilibrar as coisas aqui no site – após a referência a um relógio de muitos milhares de euros – nada como procurar pechinchas na eBay

Este Wekiss parece-me uma boa aposta: um cronógrafo de quartzo com dia e data (já de si, um formato algo raro) que o vendedor na eBay garante ter um “movimento japonês”. O que, a confirmar-se, será certamente um Miyota 0S00.

O que me agrada neste relógio é que, ao contrário de tantas marcas chinesas que pululam por aí, não tenta por-se em bicos dos pés e aparentar ser o que não é: não há “Swiss Made” da tanga, ou “Chronometer” para enganar papalvos. Para além da marca gravada sobre as janelas do dia e da data, o que temos é um relógio surpreendentemente bem desenhado, com um mostrador muito limpo e equilibrado e que aparenta uma boa qualidade de execução final.

E digo “aparenta” porque é difícil imaginar a qualidade real de um relógio que custa… menos de €70!

domingo, 1 de dezembro de 2013

Baume & Mercier Clifton Chronograph

DP_Clifton_Chrono_En.indd
Soube pela primeira vez deste Baume & Mercier pela Estação Cronográfica. O que considero mais interessante aqui é o facto de estarmos na presença de um cronógrafo automático baseado no popular movimento ETA Valjoux 7750 – que equipa relógios com preços de 3 dígitos…– mas numa execução que se afasta do usual desportivo/militar/piloto.
Qualquer uma das três variações do Baume & Mercier Clifton Chronograph é um claro e elegante dress watch, o que não sendo completamente original é, pelo menos, pouco vulgar. A execução da marca inclui fundo em vidro para observação do movimento e os restantes acabamentos típicos de um relógio que deverá custar entre 4.000 e 5.000 euros quando for colocado à venda: mostrador com vidro de safira, bracelete de pele de crocodilo, etc.
O relógio deverá ser apresentado ao público pela primeira vez no Salão Internacional de Alta Relojoaria, no final de Janeiro de 2014.