sábado, 2 de novembro de 2013

Christopher Ward C900 Harrison Single Pusher Chronograph

singlepusher3
A Steinhart e a Christopher Ward, duas das minhas marcas favoritas, têm muito em comum, apesar da origem germânica da primeira e britânica da segunda – ambas decidiram basear as suas vendas apenas na Internet, para baixar os custos, e ambas se esforçam por oferecer relógios de design original mas clássico, que não copiando propriamente ninguém e conseguindo assim criar uma forte identidade.
Este C900 Harrison Single Pusher Chronograph, da Christopher Ward é um exemplo da direção que a marca tem vindo a tomar, não só em termos de criação da sua própria individualidade, como também no avançar para a proposta de relógios mais caros, algo que só se torna possível depois de algum tempo a provar a seu valor no mercado.
Este é um modelo cujo preço se aproxima dos 3.000 euros (£2.450 + portes), mas cuja originalidade e execução de alguma forma o justifica. Como o seu próprio nome indica, trata-se de um cronógrafo cujo funcionamento é feito através de uma única coroa – quando tradicionalmente são necessários dois botões (pushers) além da coroa propriamente dita.
A marca realizou esta peça usando o que chamou de “Calibre JJ02” – fruto da modificação de um movimento mecânico suíço Unitas (ETA) 6497 de corda manual pelo próprio artesão relojoeiro que monta este relógio, Johannes Jahnke. O resultado é de uma elegância extrema, com um extraordinário equilíbrio de formas.
Encontra toda a história por detrás deste relógio, produzido numa série limitada de 250 peças, aqui.

Sem comentários :

Enviar um comentário