sábado, 5 de janeiro de 2013

Vale a pena comprar relógios pela Internet?

Relógios.pt não tem (pelo menos por agora) quaisquer compromissos comerciais com quaisquer marcas, fabricantes, distribuidores ou lojas.

Este é um blog pessoal, de alguém que gosta de relógios e que não aprecia ter de gastar muito dinheiro a comprá-los. Por isso, é natural procurar a forma mais barata de adquirir o relógio dos seus sonhos.

No entanto, se a Internet parece um admirável mundo à nossa espera, a realidade não é bem assim. Pela minha (curta) experiência, cheguei a várias conclusões que partilho aqui convosco:

1. Há marcas que não permitem a sua venda através da Internet. O que significa que se encontrar um relógio dessa merca à venda online (por exemplo, na eBay), o mais certo é tratar-se de uma contrafação. A menos, claro, que seja um relógio em segunda mão.

2. Mesmo no caso de marcas que permitem oficialmente a venda através da Internet, tal não significa que os preços sejam melhores online do que numa loja em Portugal. Pelo contrário: por exemplo, vários modelos Swatch à venda na Boutique dos Relógios são mais baratos do que em lojas britânicas, onde normalmente os preços são melhores.

3. Em muitos casos em que o preço é inferior online, a diferença (5% a 10%) não compensa o risco de mandar vir algo que não se experimentou no pulso e que teremos dificuldade em devolver.

4. Dito isto, há pechinchas interessantes: na eBay, com os riscos inerentes a este site, com relógios em segunda mão; e na Amazon, sobretudo na amazon.co.uk, mas também na amazon.es. No entanto, tenha em atenção que apenas os relógios vendidos diretamente pela Amazon incluem portes grátis para Portugal. Este site é também interessante.

5. Há também casos de marcas, caso da Steinhart e da Christopher Ward, que só fazem vendas diretas a partir dos seus sites. Nestes, não há sequer comparação a fazer, pois são relógios que não se encontram nas lojas.

6. Cada caso é um caso: vale sempre a pena procurar, porque se algumas marcas/modelos não valem a pena ser adquiridas online, outras há em que o inverso é verdade. E há também alguns modelos que as marcas, por razões comerciais, não trazem para Portugal e que só podem ser adquiridos online.

7. Se decidir mesmo comprar online, opte por sites europeus, por uma questão de proximidade e de segurança.

Edit: leia mais sobre este assunto aqui.

1 comentário :

  1. Caro amigo (permita-me que o trate assim), li com toda a atenção o seu texto e devo dizer-lhe que concordo com quase tudo que é dito. De facto existem variadíssimas situações em que comprar pela internet, não compensa o risco, dada a pequena diferença de preços.
    Devo dizer que como apaixonado por relógios, resolvi eu próprio tentar encontrar uma forma de contrariar esta tendência. Nesse sentido, resolvi criar uma loja online um pouco diferente. Trata-se um local onde se pretende que a transparência e a seriedade sejam o grande fator de confiança por parte dos consumidores. Aliado a isso, fazemos uma pesquisa exaustiva e permanente, no sentido de conseguir os mais baixos preços. Como alguém que gosta de relógios, gostaria que desse uma olhadela e deixasse a sua opinião avalizada sobre o conteúdo e apresentação do site. Sem querer fazer publicidade, deixo aqui o link para que possa visitar este novo espaço. Ainda está em fase de construção e muito no início mas com certeza já poderá ter uma ideia. o link é o seguinte: http://www.relogiosesonhos.com/
    Um abraço e boas compras

    ResponderEliminar