segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Tissot Luxury Automatic

A indústria automóvel lança todos os anos centenas de novos carros. Contudo, na esmagadora maioria dos casos, são modelos que utilizam os mesmos motores que encontramos noutros veículos (por vezes até de outras marcas) desde há anos.
Os motores podem ter algumas ligeiras evoluções ao longo do tempo mas um motor completamente novo é algo que surge apenas de vez em quando, porque os custos de desenvolvimento são muito elevados.
No mundo dos relógios, a mesma lógica aplica-se. Novos movimentos (motores) surgem muito esporadicamente e, quando muito, vão sendo criadas variações sobre o movimento base – o que se designa por calibre.
A todos os níveis, o novo Tissot Luxury Automatic, lançado pela marca suíça no passado dia 10 de Dezembro, é um acontecimento: trata-se não só de um relógio novo (uma gama completa, na verdade), como é baseado num movimento igualmente novo, designado Powermatic 80. O nome deriva do facto de a reserva de marcha ser de 80 horas: mais de três dias, quando o habitual nos movimentos automáticos mais convencionais é encontrarmos valores da ordem das 40 horas.
A execução do relógio é, quanto a mim, belíssima. A caixa tem 41mm de diâmetro e 9,75mm de altura. Existem imensas variações com conjugações diversas entre cor do mostrador e cor e tipo de bracelete, mas este modelo em preto é particularmente bem conseguido.
A Tissot propõe o modelo normal por cerca de €620 (preço médio online) e uma versão cronómetro certificada pela COSC por €790 (idem). Qualquer um dos valores parecem-me perfeitamente de acordo com o lema da Tissot, de oferecer luxo a preço acessível.

Sem comentários :

Enviar um comentário