sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Cronómetro vs. Cronógrafo



Entre os leigos (grupo no qual não deixo de me encontrar...), existe normalmente uma grande confusão entre cronómetro e cronógrafo.

O principal problema é que em português se usa habitualmente o termo cronómetro para designar o que em língua inglesa se designa por stop watch que é, literalmente, o que o nome indica: um relógio em que é possível fazer parar a medição do tempo. Penso não estar a dizer um grande disparate ao traduzir "stop watch" por "cronómetro de mão" (imagem do centro).

Estes aparelhos de medição do tempo não são sequer relógios no sentido estrito, pois medem apenas a duração de eventos no tempo e não foram feitos para medir o passar dos dias. E há até cronómetros de cozinha, mas isso já não tem a ver com a relojoaria que nos interessa!

Um cronógrafo é, assim, um relógio com uma complicação de cronómetro de mão e que pode ou não ser ele mesmo um cronómetro. Porque cronómetro, no sentido que lhe damos em relojoaria, é um "mecanismo submetido com sucesso a testes de precisão, tendo-lhe sido atribuído um certificado de uma entidade oficial", habitualmente emitido pela COSC. No caso desta organização, a certificação de cronómetro só é passada a relógios que, além dos critérios de precisão, possam medir os segundos em permanência – ou seja, tipicamente um relógio de três ponteiros: horas, minutos e segundos.

Note-se que é também possível que um cronógrafo, desde que certificado como tal, possa ser ao mesmo tempo também cronómetro.

Encontram-se inúmeras referências na Internet sobre as diferenças entre cronómetros e cronógrafos, como por exemplo aqui, aqui e aqui.

Sem comentários :

Enviar um comentário