terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Citizen Royal Marines Commandos

A par da Seiko, a Citizen é um dos grandes fabricantes japoneses de relógios. E, tal como a sua rival nipónica, também fabrica sobretudo relógios com movimentos de quartzo, embora possua produção própria de movimentos automáticos.
Enquanto a Seiko utiliza o seu sistema eletro-mecânico Kinetic para os modelos de quartzo sem pilha, a Citizen usa uma tecnologia que cumpre o mesmo objetivo utilizando a luz, designada Eco-Drive. Em qualquer dos casos, o objetivo é o mesmo: eliminar a pilha nos relógios de quartzo, substituindo-a por um acumulador de energia (condensador).
O Citizen Royal Marines Commandos, modelo BN0110-06E é um destes Eco-Drive, mas possui uma série de características que o tornam muito interessante, sobretudo perante um preço de referência de apenas £299. É um relógio de mergulho relativamente grande (42mm) e com resistência à água até 30 atm (300 metros).
De acordo com a Citizen, este modelo possui uma caixa em titânio construída por uma única peça, o que a torna excecionalmente forte ao mesmo tempo que é cerca de 40% mais leve do que o aço. As características de resistência foram alargadas à bracelete, a qual é tecida a partir de fibras de Kevlar. O mostrador tem vidro de safira.
Gosto sobretudo do design "limpo", da presença da complicação de data e da conjugação de marcações às 3, 6 e 9 horas com numerais árabes nas restantes posições. Note-se o triângulo invertido (ponta para baixo) nas 12 horas, típico dos relógios de mergulho – por oposição ao triângulo com a ponta para cima dos relógios de aviação.
Para quem prefere relógios com bracelete em metal, existe uma versão deste relógio com bracelete igualmente em titânio, com um preço de referência de £369.

Sem comentários :

Enviar um comentário