quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Christopher Ward C11 Makaira Pro

Já anteriormente apresentei um modelo da marca britânica Christopher Ward, o cronómetro C50 Malvern.
Conhecida sobretudo pelos seus relógios elegantes, a marca lançou no final de 2012 uma linha de relógios de mergulho designada C11 Makaira Pro, a qual conjuga um desenho especialmente feliz numa caixa estanque concebida para pressões até... 500 metros (50 atm)!
Este relógio com movimentos automáticos suíços (Selitta SW200-1) não é particularmente barato – custa cerca de 600 euros (£499] comprado diretamente no site da marca na versão com bracelete em borracha.
Mas é bom repetir isto novamente, muito d-e-v-a-g-a-r-i-n-h-o: 500 metros! A maioria dos relógios de mergulho de maior qualidade não ultrapassa os 300 metros, sendo 200 o valor mais comum. Um relógio de mergulho, ainda por cima automático, capaz de resistir a este tipo de pressões, é algo que nunca pode ser barato, pois não é apenas o movimento que está em causa, mas toda a construção do relógio.
Por outro lado, este é um dos relógios de mergulho mais bonitos que já vi, os quais tendem a ser todos semelhantes entre si. Aquilo que mais contribui para este desenho elegante é o facto de o bisel rotativo para controlo do tempo de mergulho ter sido, neste caso, substituído por um anel interno, o que permite um mostrador mais "limpo" (a rotação é feita através da segunda coroa que se encontra na posição das 2 horas). Outro ponto a favor, para quem como eu tem braços relativamente finos, é que o diâmetro é de apenas 42mm, um valor perfeitamente normal para um relógio de mergulho.
Este é o modelo C11-MAK-SKWSI com mostrador preto e numerais brancos e bracelete em borracha. Existem variações de cor e com bracelete em aço.

Sem comentários :

Enviar um comentário